Blog

Quer conhecer melhor a WEE Marketing e Design
Acompanhe

rótulos

6 dicas para criar rótulos de embalagens

Comentários desativados em 6 dicas para criar rótulos de embalagens

O rótulo de embalagem é muito mais que a imagem de um produto, ele é uma exigência da a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Confira 6 dicas importantes para o seu desenvolvimento.

1. Atenção à identidade visual

A sua marca é conhecida? Então, trabalhe uma maneira de fazer com que a identificação do consumidor seja imediata.

Caso você esteja se apresentando ao público-alvo, tenha em mente o posicionamento da empresa e traduza-a no logo, cores e fontes utilizadas nos rótulos de embalagens.

Afinal de contas, a embalagem e seus respectivos rótulos devem explicar, facilmente, quem é você. E o consumidor deve absorver isso de maneira igualmente rápida.

 

2. Cuidados com o design dos rótulos

Nos rótulos de embalagens, a priorização das informações é fundamental.

E isso vale para tudo: desde os arabescos da identidade visual à disposição das imagens e alinhamento do texto e, principalmente, ao estilo adotado para o rótulo.

Por exemplo:

  • Estilos rústicos podem apostar em cores e formas que remetem ao tom amadeirado tão característico do estilo.
  • Formas minimalistas, por sua vez, prezam pela objetividade com simplicidade.

Tenha em mente que, a escolha do design dos rótulos para embalagens é complementar à identidade visual, mas igualmente importante.

 

3. A escolha do material

O material escolhido dos rótulos para embalagens significa, primordialmente, a relação que o consumidor terá com o seu produto.

Rótulos de papel, por exemplo, não resistem à umidade. Ao passo que é desnecessário investir em rótulos resistentes se estamos falando de um produto de consumo imediato.

Atente-se a isso, pois pode significar uma boa economia na valor final do seu produto. No entanto, um aviso: economia demais também pode ser percebido como desleixo, pelo seu consumidor.

 

4. Informações nos rótulos de embalagens

Falamos sobre o assunto, na abertura do artigo, mas vale retomá-lo, dada a sua relevância.

Seja claro, conciso, coerente e objetivo. Seja simples, mas sem banalizara. Ícones caem bem para complementar a ideia do texto, tornando a comunicação ainda mais eficiente.

Não se esqueça de cumprir todas as exigências dos órgãos reguladores, mas aproveite para se diferenciar: tente transmitir a mesma mensagem que a sua concorrência imprime nos seus rótulos, mas de maneira diferente. É um destaque mínimo que pode fazer a diferença.

 

5. Oriente o seu consumidor

As instruções nos rótulos de embalagens devem seguir a mesma linha editorial das informações: simplicidade e objetividade, sem perder a sua identidade.

Imagens ajudam a transmitir a ideia com mais facilidade, e ajudam a aproveitar o espaço, harmonizando-o no uso entre imagens e textos.

 

6. Seja diferente

Vá à loja que vende os produtos da concorrência e analise os rótulos de embalagens deles. Em seguida, pergunte-se:

  • Como é apresentada a identidade visual deles?
  • Qual é o design do produto?
  • Que material foi escolhido para o rótulo?
  • Como as informações foram dispostas nos rótulos?
  • As instruções foram transmitidas com clareza?

Com as respostas em mãos, faça diferente: dê toda a personalidade da sua marca ao produto, visando criar algo que seus rivais ainda não fizeram, ou não o fizeram com clareza.

Tudo isso é fundamental para que você consiga, efetivamente, entrar na mente do consumidor a partir do primeiro contato dele com o seu rótulo para embalagem.

Confira também outras dicas.

Fonte: wedologos

drag